terça-feira, 28 de maio de 2013

FAZENDO ACONTECER...

O Instituto Impacto Social do Brasil – INPASBRA é uma OSCIP de caráter cultural, científico, educacional e tecnológico criado para cooperar com as instituições governamentais e com a própria administração pública no tocante a promover melhorias para a população em geral. Visa preservar o diálogo e a solidariedade entre os diferentes seguimentos sociais, participando em conjunto com outras entidades que tenham o mesmo cunho social e/ou que visem os mesmos interesses. Vejam a matéria sobre os projetos e trabalhos desenvolvidos pelo INPASBRA no link abaixo: 

segunda-feira, 27 de maio de 2013

PREFEITO EDUARDO PAES É AGREDIDO VERBALMENTE E REAGE NO "BRAÇO"

             
O prefeito Eduardo Paes, exibe o cinturão de Campeão do UFC Rio
               Na noite de 25 / 05 / 2013, o prefeito do município do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, se envolveu em uma briga, revidando o xingamento de um rapaz (músico Botika) com um soco em um restaurante de comida japonesa, no Horto, Zona Sul da cidade.
O agredido disse: "Eu encontrei Eduardo Paes, PREFEITO, no horto. Sentado na calçada de um restaurante caro onde eu e minha namorada estávamos gastando dinheiro pra ter prazer. Não aguentei e fui brusco, agressivo e certeiro. Falei que pra ele que [ele que] é um bosta. De repente, ele veio pra cima e agrediu fisicamente. Deu um soco na minha cara. Uns homens me seguravam.  Depois, minha mulher, possessa pela covardia, foi pro ataque. Está com os joelhos sangrando. A gente verbalizou, sem educação (e não me arrependo.  Não é possível ser educado com um otário que [ferra] a nossa cidade toda todo dia), e em troca, o poder porrou a gente", contou o escritor e músico Botika pelo Facebook.
Assim como Botika e a sua esposa, Eduardo Paes também tinha ido jantar com a mulher e um casal de amigos, quando foi abordado pelo casal, que registrou ocorrência na 15ª DP - Gávea e fez exame de corpo e delito no Instituto Médico Legal (IML).
  Alguns estão dizendo que a reação violenta à crítica fere os princípios democráticos...
Os princípios democráticos foram jogados no lixo na noite de sábado numa cena  lamentável de violência, como se não bastasse toda a violência que os cariocas estão vendo recrudescer pela cidade. As críticas feitas por um eleitor não foram aceitas pela maior autoridade do Município, o prefeito Eduardo Paes, que, descontrolado, partiu para a agressão, dando um soco na boca do escritor e músico Botika Botkay. Se não fosse a intervenção dos seguranças da Prefeitura, a violência poderia ter sido maior.
Acostumado com críticas
Ele disse ter sido “gratuita e insistentemente ofendido por um casal desconhecido, com expressões como ‘bosta e vagabundo’, entre outras mais fortes”. Segundo Paes, a discussão transformou-se em “princípio de desentendimento físico”, o que obrigou a intervenção da segurança para afastar os desconhecidos.
Ele conta que, em 20 anos de vida pública, acostumou-se a ouvir críticas e, até, receber agressões. “Sei que isso faz parte da minha posição. Críticas, em geral, são muito bem-vindas, pois nos ajudam a reparar equívocos e a crescer. O que não é aceitável são agressões pessoais em momentos privados diante da minha esposa”.
Através de sua assessoria de imprensa, o prefeito emitiu uma nota oficial em que classifica o caso como "uma discussão que se transformou em um princípio de desentendimento físico". O prefeito ressaltou que a vida pública o deixou acostumado às críticas, mas não tolerou ter sido atacado em um momento íntimo, quando estava acompanhado de sua mulher, Cristine Paes.  
Na nota, Paes também se desculpou pela forma como reagiu: "Apesar da agressividade do casal, eu não poderia ter reagido como o fiz. Peço desculpas à população da minha cidade pela maneira como agi".



Matéria “pinçada” dos sites: JB  e VEJA 

sábado, 25 de maio de 2013

SEM ASSUNTO

Não somos culpados pelo mundo que encontramos, mas somos culpados pelo mundo em que vivemos.

A tecnologia é hoje parte inerente da vida do ser humano de modo que não conseguimos mais viver separado dela, enquanto ela nos separa cada vez mais de nós mesmo.

Na ânsia para alcançar o progresso tecnológico, não levamos em conta suas implicações sociais relacionadas aos hábitos, conceitos, limites morais e individuais. Passamos por cima de algumas questões de suma importância tais como a necessidade de ouvir e de falar. Não temos mais assunto, não conversamos mais e não existem mais diálogos entre amigos ou famílias.

Os hábitos, os conceitos, as ideias e as relações sociais estão envolvidos com as máquinas.

Não se dá mais o “Bom Dia” ou “Boa tarde”; e se fizer ninguém vai te ouvir, pois estará com algum dispositivo no ouvido.

Não existe mais a troca de palavras. Qualquer assunto terá que ser tratado pelo e-mail.

Somos capazes de viajar duas horas de avião sem trocar uma palavra com o passageiro ao lado, pois ambos estão ocupados com seus equipamentos. Se o piloto informar que o avião está com algum problema mecânico, mais da metade dos passageiros não vai ficar sabendo, pois a maioria estará com um fone no ouvido.

Em 1992, a internet já ultrapassava a marca de um milhão de computadores conectados. No mesmo ano, eram testados os primeiros protótipos de navegadores para a web. Significa que naquela época milhares de pessoas já deixavam de se falar para se relacionar pela internet.

Vida social - Olhe para um internauta e você perceberá que a qualquer hora do dia ou da noite ele está trocando mensagens pelo computador. O e-mail é, com larga vantagem, a ferramenta mais popular da rede, utilizada por 90% dos usuários. Junto com ferramentas como chats, fóruns e programas de mensagens instantâneas. A internet é cada vez mais o modo como às pessoas mantêm contatos com parentes e amigos. Ninguém se fala mais nem pelo telefone.
Privacidade - Na internet todo mundo quer destruir a sua privacidade, inclusive você. Tanto o governo como nas empresas, criminosos e até mesmos os seus amigos estão interessados em obter informações sobre você. O pior é que em nome da comodidade, a maioria de nós praticamente não vê nenhum problema nisso. Comecemos pelos criminosos. Cresce a cada dia o número de formas pelas quais eles podem utilizar o computador para praticar crimes. Uma das principais é o roubo de dados bancários, números de cartões de crédito e outras informações pessoais que são depois utilizadas para compras fraudulentas. O seu micro também pode ajudar a espalhar vírus ou receber pequenos programas que, quando acionados, ajudam a atacar outros sites na rede.

Trabalho - A internet é uma das ferramentas mais poderosas para ajudar no trabalho e também para atrapalhar. Uma pesquisa feita nos Estados Unidos mostrou que empregados com acesso à rede costumam gastar o equivalente a um dia por semana olhando páginas não relacionadas ao serviço.

Dependência - Hoje eu me considero um dependente sem chance de cura, pois não tenho nenhum apoio na causa. O problema é que sou obrigado a conviver com a tecnologia, mesmo quando ela está contra mim. É verdade. Eu não consigo mais conversar com os meus filhos pessoalmente. Somente pela internet. Não tenho nenhuma chance de diálogo, pois além deles estarem sempre conectados, estão sempre com um fone no ouvido.

O mais difícil é acompanhar as mudanças, pois quando você acaba de adquirir um equipamento, aparece outro com novos recursos que deixa o seu ultrapassado. 

Amizade - Até os anos 90 eu participava de um evento chamado “ENCONTRO ENTRE AMIGOS”. Todo final de ano a gente marcava um local para reunir os amigos de longa data. Nos encontros a gente trocava ideias e sabia o que cada um estava fazendo. Existia uma união entre os amigos. A gente se ajudava nas dificuldades. Hoje, a gente se vê pelo Facebook.

Por falar nisso, tenho que ver os meus e-mails, fui! 
Luiz Martins


segunda-feira, 20 de maio de 2013

ESTUDO AFIRMA QUE QUEM DÁ DÍZIMO TEM VIDA FINANCEIRA MAIS SAUDÁVEL DO QUE OS QUE NÃO DÃO

       
 
Um estudo realizado nos Estados Unidos pelo State of the Plate, apontou que as pessoas que os dizimistas têm um maior controle de sua vida financeira do que as pessoas que não adotam a prática. O objetivo do estudo foi lançar um olhar mais atento sobre as práticas financeiras, espirituais e práticas de doação de pessoas que dão 10 por cento ou mais do seu rendimento para igrejas e instituições de caridade a cada ano.                                                                                                                                                                                                  Os resultados foram classificados como ‘sem precedentes’ por seus organizadores, que compararam dizimistas com não-dizimistas através de nove indicadores de saúde financeira, descobrindo que os dizimistas apresentavam resultados melhores em cada uma das categorias.                                                                                                                                                      Entre os indicadores medidos pelo estudo, foi constatado que entre os dizimistas 80 por cento não têm contas de cartão de crédito não pagos, 74 por cento não devem nada em seus carros, 48 por cento possuem sua casa própria e 28 por cento estão livre da dívida.                                                                                                                           - O estranho é, um dizimista olha para aquilo e diz para si mesmo: ‘Bem, eu estou melhor porque eu dou.’ O não-dizimista olha para aquilo e diz, ‘Oh, eles dão porque estão melhores”, disse Brian Kluth, responsável pelo estudo.                                                                                                                                                                                    - Nunca antes este grupo foi estudado, e acho que para cada pastor e líder da igreja e líder eclesiásticos seria útil se eles entendem isso – afirmou Kluth ao The Christian Post.                                                                                      - Estamos no meio de um declínio de 40 anos no percentual que os cristãos dão, e precisamos ver um movimento de generosidade nos Estados Unidos, que os cristãos abracem novamente a generosidade como um valor espiritual, mas não por causa do orçamento igreja, mas por causa da Bíblia. As igrejas tornaram o dar em torno do orçamento, e não se trata de orçamento, se trata da Bíblia. – completou.                                                          A pesquisa, que foi conduzida pela “Generosidade Máxima”, entidade fundada por Kluth, e co-patrocinada por ECFA, Christianity Today and Evangelical Christian Credit Union, gerou um relatório completo de 27 páginas, intitulado “20 Verdades sobre dizimistas”, que mostrou também que entre os cristãos que não dizimam e têm dificuldade em dar, 38 por cento dizem que é porque eles não podem pagar, 33 por cento dizem que tem muita dívida e 18 por cento dizem que o seu cônjuge não concorda com o dízimo.   Outro dado levantado pelo estudo foi que 70 por cento fazem suas doações com base em sua renda bruta ao invés de seus rendimentos líquidos, e 77 por cento dão mais do que os 10 por cento tradicional.                       A estimativa é de que há nos EUA 10 milhões de cristãos que dizimam totalizando um valor de mais de US $ 50 bilhões por ano.  E são abençoados sobremaneira.

quinta-feira, 9 de maio de 2013

OS FALSOS MESTRES, SEU CARÁTER, OBRAS, E JUSTO CASTIGO

       
Pr. Marcos Pereira simula estar empunhado duas pistolas
É lamentável o que estamos presenciando, no mundo evangélico, nos dias atuais; pessoas que supostamente entregaram suas vidas ao Senhor Jesus Cristo e depois se deixam apanhar pelas suas ações e más obras.  Principalmente, aqueles que mais se destacam através do uso dos dons do Espírito Santo.  Levam consigo uma multidão de outras pessoas, que por estarem em uma situação de desespero, desemprego, doenças, problemas com drogas, família etc.  Entregam-se de corpo e alma - na maioria das vezes, ao apóstolo, bispo, pastor ou outro nome a que esses se autodenominam - a homens falhos, como se a Jesus Cristo.

Essa multidão deixa-se enganar facilmente pela emoção daquilo que vêem; acreditando mais no "poder de Deus" que opera através das mãos daqueles (homens) a quem resolveram seguir.
        Estas coisas não são, na verdade, novidade para nós que conhecemos a Bíblia Sagrada, pois ela já nos advertia para que ficássemos atentos, para a atuação desses "cães" que não entrarão no céu.   Esses falsos mestres ou pastores colaboram para que o inferno fique superlotado de "crentes" que não entrarão no céu e atrapalham os que almejam entrar.  Na sua maioria, são pessoas que se auto-intitulam e não têm nem o conhecimento suficiente, para salvar a si próprio.  Em Cristo, é claro.
       Interessante é que ao redor desses "falsos mestres" existem uma gama de profetas (homens e mulheres de Deus), que têm revelações contra televisão, futebol, cabelos, roupas, cinema e outras coisas simples; e não conseguem "enxergar"as abominações que seus líderes estão cometendo.  Jesus disse: "Pode um cego guiar outro cego, por ventura não cairão ambos no abismo (inferno)?"  Disse também:"... apartai de mim malditos, porque nunca vos conheci !"  E olha que esses "crentes" eram "cheios de poder" e transpiravam críticas contras os demais cristãos, que não pertenciam ao seu "seleto grupo".
       Veja o  que o apóstolo Pedro revelara à cerca de 2.000 anos atras: 
1- No passado apareceram falsos profetas no meio do povo, e assim também vão aparecer falsos mestres entre vocês. Eles ensinarão doutrinas destruidoras e falsas e rejeitarão o Mestre que os salvou. E isso fará com que caia sobre eles uma rápida destruição.
2- Mesmo assim, muita gente vai imitar a vida imoral deles, e por causa desses falsos mestres muitas pessoas vão falar mal do Caminho da verdade.
3- Em sua ambição pelo dinheiro, esses falsos mestres vão explorar vocês, contando histórias inventadas. Mas faz muito tempo que o Juiz está alerta, e o Destruidor deles está bem acordado.
10- Ele castigará especialmente os que seguem os seus próprios desejos imorais e desprezam a autoridade dele. Esses falsos mestres são atrevidos e orgulhosos. Eles não têm nenhum respeito pelos gloriosos seres celestiais e os insultam.
12- Mas esses homens agem por instinto, como os animais selvagens, que nascem para serem caçados e mortos. Eles xingam aquilo que não entendem. Por tudo isso eles serão destruídos como animais selvagens
13 - E pagarão com sofrimento o sofrimento que causaram aos outros. Eles têm prazer em satisfazer em pleno dia os seus desejos imorais. Quando se reúnem com vocês, são uma vergonha e um escândalo, divertindo-se o tempo todo com os seus modos enganosos.
14 -Não podem ver uma mulher sem a desejarem, e o seu apetite pelo pecado nunca fica satisfeito. Enganam as pessoas fracas e só pensam em ganhar dinheiro. Eles estão debaixo da maldição de Deus.
15-Andam perdidos porque se desviaram do caminho certo. Seguem o caminho de Balaão, filho de Beor, que cobiçou o dinheiro que ia receber fazendo o mal
17- Esses falsos mestres são como poços sem água e como nuvens levadas pelo vento. Deus reservou para eles um lugar na mais profunda escuridão.
18- Eles dizem coisas orgulhosas e loucas e com os seus desejos impuros e imorais enganam as pessoas que estão quase escapando daqueles que vivem no erro.
19- Prometem liberdade a essas pessoas, mas eles mesmos são escravos de hábitos imorais. Pois cada pessoa é escrava daquilo que a domina.
20 Portanto, aqueles que chegaram a conhecer o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo e que escaparam das imoralidades do mundo, mas depois foram agarrados e dominados por elas, ficam no fim em pior situação do que no começo.
21 Pois teria sido muito melhor que eles nunca tivessem conhecido o caminho certo do que, depois de o conhecerem, voltarem atrás e se afastarem do mandamento sagrado que receberam.
22 O que aconteceu a essas pessoas prova que são verdadeiros estes ditados: “O cachorro volta ao seu próprio vômito” e “A porca lavada volta a rolar na lama.”   II Pedro cap. 2 BNLH 

quarta-feira, 8 de maio de 2013

O PASTOR MARCOS PEREIRA, LÍDER DA ASSEMBLEIA DE DEUS DOS ÚLTIMOS DIAS FOI PRESO POR ESTUPRO E PODE TAMBÉM ESTAR ENVOLVIDO COM AMEAÇAS, HOMICÍDIOS, ASSOCIAÇÃO AO CRIME E INCITAÇÃO.


Mulheres contaram à polícia que pastor comandava orgias, mantinha médico particular para realizar abortos e, ao fim dos abusos, ordenava que os participantes pedissem perdão uns aos outros.



Os depoimentos das vítimas que acusam o pastor Marcos Pereira de estupro indicam que o líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) promovia orgias e abusos sexuais como se estivesse salvando as pessoas de espíritos malignos. As violações aconteciam na sede da igreja, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, e em uma residência da ADUD, onde moravam cerca de 30 seguidoras da seita. Uma das vítimas, que contou ter sido violentada pelo pastor dos 14 aos 22 anos de idade, disse que ao se tornar seguidora do pastor Marcos Pereira e começar a usar o “roupão” típico dos fiéis foi muito criticada pela família. Ao ouvir o pastor afirmar que as críticas “eram influência do diabo”, a jovem deixou a casa dos pais e se mudou para a residência da assembleia.
De acordo com o depoimento, prestado no dia 15 de abril de 2013, antes dos estupros o pastor afirmou que estava “vendo um espírito lésbico” na jovem. Depois de algumas conversas, começaram os abusos. Segundo a vítima, Marcos passou “a trazer outros membros da ADUD para participar dos atos sexuais”. Em uma das vezes, um “garoto de programa” participou da orgia, contou ela. Segundo a vítima, o líder da Assembleia de Deus dos últimos Dias “tinha sempre predileção por sexo anormal”.
Medo – Marcos Pereira acreditava na impunidade e beneficiava-se do mesmo mecanismo que permite a estupradores contumazes manter a rotina de abuso contra suas vítimas: o medo. A jovem conta em seu depoimento que resolveu denunciar o pastor depois que se casou. Ao saber do relacionamento da jovem com um rapaz, Marcos Pereira tentou separar o casal e chegou a afirmar que os filhos dos dois “nasceriam defeituosos”.
Outra vítima relatou sequência de abusos cometidos pelo pastor entre 2009 e 2010. Em depoimento prestado no dia 17 de abril de 2013, ela diz que “era forçada a praticar sexo oral e tocar nas partes íntimas” do pastor. Em uma das vezes, conta ela, o líder da ADUD tentou fazer sexo anal, mas não conseguiu. Depois disso, “exigiu que fosse feito sexo oral. Não consegui reagir. Estava aterrorizada”, disse.
Marcos Pereira era figura conhecida no Rio por “salvar” pessoas condenadas pelo tribunal do tráfico e por regenerar criminosos. O medo que as vítimas tinham do pastor, segundo o delegado Márcio Mendonça, evitava que elas o denunciassem. Durante o depoimento, a jovem que foi violentada por oito anos disse que precisou de “muito tempo para ter coragem de denunciar o pastor”. “Temia que acontecesse algo ruim com a minha família. Todos os membros da Igreja têm pelo pastor Marcos um temor reverencial por ele ser o líder espiritual de todos”, afirmou.
Salvação – Outra mulher que denunciou o pastor em março de 2012 disse que Marcos Pereira afirmou que ela precisava de um “conserto espiritual”. No depoimento prestado à polícia, ela conta que o pastor a “encurralava, pegava sua mão e a passava no seu pênis”. Ela contou ainda que viu Marcos Pereira fazendo sexo com outras internas. Com o tempo, ela passou a permitir os abusos porque "entendeu" que tinha de deixar o pastor abusar dele para que “não pecasse com mulheres do mundo exterior”.
Estupros -  Durante o último ano, a polícia investigou seis acusações de estupro feitas contra Marcos Pereira por fiéis da ADUD e teve a prisão preventiva decretada  por dois estupros.  Dentre as vítimas, estariam sua ex-mulher e uma jovem que teria sido abusada no período em que tinha entre 14 e 22 anos de idade.  O delegado Márcio Mendonça afirma que outras 20 jovens podem ter sido estupradas por Marcos Pereira.
O pastor estuprava as vítimas com a "desculpa" de que precisavam ser salvas. Uma delas ouviu o pastor dizer que via "um espírito lésbico" a rondando.  As vítimas contam que sentiam-se fragilizadas quando eram abordadas pelo pastor. Algumas chegam a se referir à “libertação espiritual”.
A mesma mulher conta que se casou com um fiel e que o líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias “mandou que o marido dela fosse evangelizar as pessoas” em favelas enquanto a assediava. Em 2006, o pastor mandou seu marido para uma favela, à noite. Logo depois, duas seguidoras de Marcos Pereira bateram em sua porta e a convenceram a ir ao encontro do pastor na sede da igreja. Lá, ela foi mais uma vez violentada pelo pastor.
Abortos – As vítimas afirmam que o pastor Marcos Pereira não usava preservativos. Uma delas contou à polícia que o religioso mantinha um médico particular para realizar abortos nas fiéis que engravidavam.  Ex-mulher do pastor, Ana Madureira da Silva, também acusa Marcos Pereira de estupro. Em depoimento prestado em março de 2012, ela afirma que “apesar de Marcos nunca ter estudado profundamente a Bíblia, acabou tornando-se pastor”. E que Marcos baseava-se “em visões”.
Ao fim das orgias, o pastor exigia que os participantes pedissem desculpas uns aos outros e confessassem os pecados.
Há aproximadamente um ano, Marcos Pereira foi acusado por José Junior, líder do grupo de ação social AfroReggae, de ter feito ameaças a ele após o rompimento da parceria que mantinham nas comunidades. Na ocasião, Junior também afirmou que o pastor Marcos Pereira teria envolvimento com ataques ordenados por criminosos presos.

              De acordo com informações do site da revista Veja.

segunda-feira, 6 de maio de 2013

NASA PROVA QUE DESCRIÇÃO BÍBLICA SOBRE A CRIAÇÃO É CIENTIFICAMENTE PRECISA


                 
A ciência e a religião por muitas vezes tem versões diferentes para os mesmos fatos, e em muitas questões, as teorias se opõem completamente ao que a Bíblia diz.
Uma pesquisa encomendada pela NASA acaba de dar sentido ao versículo 2 do primeiro capítulo de Gênesis: “E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo”.
                   Dados coletados por um satélite científico protoplanetário, que circunda o sistema estelar CoKu Tau 4, na constelação de Touro, levaram à conclusão de que planetas como a Terra se formam na escuridão de refugo e detritos da sua estrela central, coincidindo com a descrição do livro de Gênesis, que prega que o planeta era sem forma e vazio em seus estágios iniciais de desenvolvimento.
                  Os cientistas da NASA afirmaram ainda, segundo informações do PRNewsWire, que a descrição bíblica do livro de Gênesis é “incrivelmente precisa, tendo em vista o fato de que a palavra hebraica traduzida ‘dia’ (yom) pode significar vários períodos de tempo, e não apenas um período de 24 horas”, o que coincidiria com o relato bíblico de que Deus criou o mundo em “dias”.
                    Essas descobertas da Nasa também revelaram que como um planeta amadurece dentro de seu casulo empoeirado de forma gradual, acaba sugando toda a poeira entre ele e o sol, o que seria compatível com o que o livro de Gênesis diz no versículo três: “Haja luz”, que a ciência trata como “Luz difusa”.
                   Segundo o PRNewsWire, somente nos últimos estágios de formação do planeta, a luz do sol, já existente, a lua e as estrelas seriam visíveis da Terra: “Esta informação corresponde a Gênesis 1:16, para o dia quatro da criação, quando se olha pelo contexto do idioma hebraico. ‘E Deus passou a fazer (‘a-sah’) os dois grandes luminares [...] e também as estrelas’. A palavra hebraica ‘a-sah’ não significa criar, mas sim para realizar, ou levar a termo”, escreveu Paul Hutchins no portal.
                   Os dados da NASA mostram que a Terra foi formada a partir de resíduos e detritos do sol, e que a luz surgiu lentamente em etapas, na forma exata que foi descrita em Gênesis, e fazendo a passagem bíblica ser reconhecida como “cientificamente precisa quando lida no contexto de sua linguagem original, o hebraico”.

" APEBNEWS Nº 06 DEZ / JAN"

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Rev. CAIO FÁBIO AFIRMA QUE O PR. E DEP. MARCOS FELICIANO TRANSFORMOU DEUS NUM DIABO, COM SEU COMENTÁRIO SOBRE O ASSASSINATO DE JOHN LENNON.

         Durante o programa “Papo de Graça”, dessa segunda feira (08), Caio Fábio comentou sobre as polêmicas envolvendo o deputado e pastor Marco Feliciano e, comentando a fala de Feliciano sobre a morte de John Lennon, afirmou que pastor transformou Deus num diabo. Caio Fábio comentou brevemente sobre um encontro que teve com Marco Feliciano, no qual teria dito ao pastor para abdicar da fama e se tornar um verdadeiro crente; e disse ainda que Feliciano não tem perfil para presidir a Comissão de Direitos Humanos. - Tinha que ser um cara com o perfil do Chico Alencar, que passou a vida inteira honestamente lutando por direitos humanos (…) mas ele não é partido cristão que controla essa comissão no acordo que fizeram – afirmou Caio Fábio, que disse ainda que “é tudo uma loucura” e que a presença de Feliciano como presidente da Comissão de Direitos Humanos é como colocar um lobo para tomar conta das galinhas. Ele comentou também o vídeo no qual Feliciano afirma que morte do cantor John Lennon foi consequência de um deboche feito por ele contra Deus e que seu assassinato ocorreu “em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”, classificando a fala de Feliciano como nojenta e diabólica. - Eu achei a coisa mais nojenta que um cara podia fazer em nome de Deus. Transformar Deus em um diabo. O Pai o Filho e o Espírito Santo associados a um ódio, ao preconceito, à raiva, ao demônio. (…) Isso é fala de demônio, porque o Senhor é amor, Ele não quer que ninguém se perca – afirmou, dizendo ainda eu uma religiosidade que faça qualquer pessoa se sentir assim é diabólica. - Jesus não é o líder de uma grande religião, Ele é Deus. Ele ama. Ele ama a você, Marco Feliciano, tanto quanto ele amou a John Lennon – completou Caio Fábio.

ASSISTA O VÍDEO